Blog do Dr. Alexandre Faisal

Yoga melhora sintomas psicológicos associados às queixas mentruais

Alexandre Faisal

Você praticaria Yoga como forma de tratamento para as  cólicas menstruais?  Clique aqui para votar

Quase todas as mulheres experimentam ao longo da vida um episódio de disfunção menstrual. Algumas sofrem com o problema frequentemente. São mulheres que reclamam do aumento ou diminuição excessiva do fluxo, sangramentos irregulares fora do prazo e cólicas menstruais. O impacto negativo dos distúrbios menstruais é inequívoco, tanto do ponto de vista psicológico quanto físico. E a lista de efeitos é longa: náuseas, dor de cabeça, fadiga, diarréia, letargia, sensibilidade mamária, ansiedade e depressão. Ainda que a eficácia dos tratamentos hormonais seja bem documentada, atualmente, muitas mulheres com distúrbios menstruais preferem terapias complementares e alternativas.

Entre estas terapias complementares e alternativas, o Yoga Nidra, um tipo particular de prática de yoga, tem recebido atenção, principalmente no que concerne aos problemas psicológicos associados aos transtornos menstruais. Yoga nidra significa ''um sono psíquico'' e é uma prática de relaxamento específica dentro da terapia de ioga. Mas será que isso funciona?. Pois bem, pesquisadores coreanos fizeram uma revisão de estudos afins para sanar esta dúvida. Eles selecionaram 2 ensaios clínicos que foram realizados na Índia, que incluíram conjuntamente 250 participantes, com idade média de 26 anos. Todas apresentavam algum tipo de queixa menstrual. Questionários avaliaram aspectos sociodemográficos e emocionais. As práticas de yoga variavam sessões de 30 a 35 minutos/por dia, 5 dias na semana, durante 6 meses. Os dois grupos receberam medicação, mas apenas as mulheres do grupo experimental realizaram yoga. Resultado mais importante os escores de ansiedade e depressão foram significativamente menores no grupo da yoga.

A explicação pode estar no mecanismo de ação no cérebro da prática. A yoga pode aumentar a atividade do sistema nervoso parassimpático, diminuindo assim a intensidade dos sintomas psicológicos. Outro mecanismo seria a liberação de dopamina. Os estudos não observaram efeitos colaterais da intervenção, o que a credencia, ainda que com muita cautela, como estratégia segura e simples para o gerenciamento de problemas psicológicos relacionados a distúrbios menstruais. Os autores recomendam mais estudos e pesquisa. Vamos meditar para que isso se confirme

(Kim S-D, Psychological effects of yoga nidra in women with menstrual disorders: A systematic review of randomized controlled trials, Complementary Therapies in Clinical Practice (2017), doi: 10.1016/j.ctcp.2017.04.001.)