Topo
Blog do Dr. Alexandre Faisal

Blog do Dr. Alexandre Faisal

Categorias

Histórico

Déficit de atenção/hiperatividade afeta homens e mulheres

Alexandre Faisal

17/08/2018 15h47

Resultado de imagem para attention deficit disorder

Você sabe o que é o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) ? Clique aqui para votar

O transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é um transtorno do neurodesenvolvimento heterogêneo caracterizado por desatenção, hiperatividade e impulsividade, com início na infância e que pode persistir até a idade adulta. O TDAH afeta a vida profissional e social dos pacientes, incluindo maior risco de desemprego e maior uso de serviços de saúde. Pessoas com este transtorno têm maior risco de acidentes nos meios de locomoção, criminalidade, tabagismo e uso de álcool e drogas ilícitas. O TDAH coexiste com outros transtornos psiquiátricos e problemas sociais. Curiosamente, o problema tem sido mais estudado em crianças do que adultos. Pois bem, um estudo sueco procurou estimar a ocorrência de TDAH em adultos ao longo do tempo, bem como avaliar co-morbidades e uso de tratamento farmacológico. Foram usados dados de dois bancos populacionais que cobriram o período de 2006 a 2011.

Vamos aos resultados. A prevalência anual de TDAH diagnosticada  para total de 44.364 pessoas aumentou de 0,58 por 1.000 pessoas, em 2006, para 3,54 por 1.000 pessoas, em 2011. Estudos indicam que o cenário mundial é ainda pior: a prevalência mundial de TDAH em adultos é estimada entre 2% e 5% Ainda no estudo sueco, mais da metade dos pacientes apresentava co-morbidades psiquiátricas (principalmente ansiedade e depressão) e para um terço foi prescrito mais de um medicamento. Não houve diferenças na prevalência em função do sexo masculino ou feminino.

Os resultados podem ser duas interpretações. Se por um lado houve crescimento do número de casos novos de TDAH, por outro houve também maior proporção de pacientes tratados. Estudos realizados nos EUA indicam que apenas 20% dos pacientes com TDHA são diagnosticados e uma porção menor recebe tratamento medicamentoso. Cabe discutir se este tipo de tratamento tem dado conta de ajudar integralmente os portadores do transtorno. Se isso é um problema na Suécia imagine no resto do mundo.

(Polyzoi et al.  Estimated prevalence and incidence of diagnosed ADHD and health care utilization in adults in Sweden – a longitudinal population-based register study.  Neuropsychiatric Disease and Treatment, 2018)

Sobre o Autor

Alexandre Faisal é ginecologista-obstetra, pós-doutor pela USP e pesquisador científico do Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP. Formado em Psicossomática, pelo Instituto Sedes Sapientiae, publicou o livro "Ginecologia Psicossomática" e é co-autor do livro "Segredos de Mulher: diálogos entre um ginecologista e um psicanalista”. Atualmente é colunista da Rádio USP (FM 93.7) e da Rádio Bandeirantes (FM 90.9). Já realizou diversas palestras médicas no país e no exterior. Apresenta palestras culturais e sobre saúde em empresas e eventos.

Sobre o Blog

Acompanhe os boletins do "Saúde feminina: um jeito diferente de entender a mulher" que discutem os assuntos que interessam as mulheres e seus parceiros. Uma abordagem didática e descontraída das mais recentes pesquisas nacionais e internacionais sobre temas como gravidez, métodos anticoncepcionais, sexualidade, saúde mental, menopausa, adolescência, atividades físicas, dieta, relacionamento conjugal, etc. Aproveite.