PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Dr. Alexandre Faisal

Osteoporose: você apresenta risco alto ou baixo?

Alexandre Faisal

26/10/2020 16h00

 

Você conhece fatores de risco para osteoporose ? Clique para votar

Você já ouviu falar em osteoporose?. Muitas mulheres jovens não se preocupam com o problema, mas isso está mudando. À medida que as pessoas estão cada vez mais longevas é muito provável que você conheça alguém que sofreu uma fratura associada à osteoporose. Talvez conheça alguém que precisou ficar muito tempo acamada em decorrência de uma queda. O fato é que a osteoporose é um problema de saúde pública, afetando centenas de milhões de pessoas em todo o mundo, predominantemente a mulher na pós-menopausa. Estima-se que uma a cada três mulheres e um em cada cinco homens com idade superior a 50 anos, em todo o mundo, apresentarão uma fratura osteoporótica. Após uma fratura, há risco de incapacidade de longo prazo, diminuição da qualidade de vida, perda de independência. Familiares das vítimas podem se sobrecarregar com os cuidados ao doente.

Dentre os fatores de risco há fatores genéticos que não podem ser modificados.  De fato, o fator genético é um dos mais importantes determinantes da massa óssea. Mas há fatores de risco modificáveis tais como pouca exposição ao sol, dieta pobre em laticínios e cálcio em geral, sedentarismo, consumo excessivo de álcool e tabagismo. A Fundação Internacional de Osteoporose (International Osteoporosis Foundation – IOF) disponibilizou um instrumento online para cálculo do risco que é muito interessante. A versão em português está disponível no site. Basta acessar riskcheck.osteoporosis.foundantion e fazer sua avaliação.  O dia mundial de combate à osteoporose é celebrado no dia 20 de outubro e é maneira de conscientizar a população sobre o problema.

O ginecologista tem papel fundamental na promoção da saúde óssea da mulher, estimulando não apenas as mulheres mais velhas, na pós-menopausa, mas também as mais jovens, a adotaram comportamento mais saudáveis. Num momento tão complicado como este da pandemia do COVID, onde isolamento social é importante, cabe mencionar que existem modos de manter a atividade física em casa. Finalmente, estudos indicam que a massa óssea adquirida ao longo da vida é fundamental para diminuir risco de osteoporose na terceira idade. Portanto, todo dia é dia de prevenção da osteoporose.

(IOF Risk Check. https://riskcheck.osteoporosis.foundation)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Alexandre Faisal é ginecologista-obstetra, pós-doutor pela USP e pesquisador científico do Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP. Formado em Psicossomática, pelo Instituto Sedes Sapientiae, publicou o livro "Ginecologia Psicossomática" e é co-autor do livro "Segredos de Mulher: diálogos entre um ginecologista e um psicanalista”. Atualmente é colunista da Rádio USP (FM 93.7) e da Rádio Bandeirantes (FM 90.9). Já realizou diversas palestras médicas no país e no exterior. Apresenta palestras culturais e sobre saúde em empresas e eventos.

Sobre o Blog

Acompanhe os boletins do "Saúde feminina: um jeito diferente de entender a mulher" que discutem os assuntos que interessam as mulheres e seus parceiros. Uma abordagem didática e descontraída das mais recentes pesquisas nacionais e internacionais sobre temas como gravidez, métodos anticoncepcionais, sexualidade, saúde mental, menopausa, adolescência, atividades físicas, dieta, relacionamento conjugal, etc. Aproveite.